Você esta aqui:

Notícias

Fórum de Mudanças Climáticas apresenta resultados alcançados na implementação da política ambiental de Rondônia

9 de abril de 2022 | ASCOM

Evento possibilitou a primeira discussão de questões ambientais entre sociedade civil, estudantes, pesquisadores e autoridades locais

Visando o fortalecimento de políticas públicas sobre o clima e ações ambientais, o Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento ambiental – Sedam, promoveu na quinta-feira (7), no Palácio Rio Madeira -PRM, em Porto Velho, o Fórum Estadual de Mudanças Climáticas – FEMC. O espaço visa estimular a implementação das políticas nacional e estadual de mudanças do clima mobilizando a sociedade por meio de debates para a discussão e tomada de posição sobre os fenômenos da natureza. O evento apresentou os resultados alcançados na implementação da política ambiental do Estado, e a proposta de agenda para 2022.

A abertura do evento foi realizada pelo secretário da Sedam, Marco Antonio Lagos e logo após, os novos membros do FEMC realizaram uma breve apresentação de suas atribuições. Também estiveram: o presidente da Fepaero, Paulo Haddad; o presidente da comissão de meio ambiente da OAB de Rondônia, Hélio Belotti; o representante da BVRIO, Beto mesquita, o representante da Unicafs, Sandro da Silva; junto ao representante da Biofílica, Caio Gallego.

A programação registrou um resgate de várias iniciativas do Poder Executivo implementadas e em consolidação como parte das estratégias de enfrentamento às mudanças climáticas. “Cada um precisa fazer sua parte, mas é o poder público que dá o pontapé inicial ao investir em conscientização e na busca de fontes de recursos sustentáveis. E é um evento como este que iniciamos as atividades voltadas para esta ação”, enfatizou Marco Antonio Lagos.

O fórum tem como finalidade promover discussões e propor ações relacionadas às mudanças climáticas globais, envolvendo os setores indústria, agricultura, extrativismo, bioeconomia e sustentabilidade, visando o enfrentamento das consequências socioambientais e econômicas causadas pelas mudanças climáticas.

No fórum foram apresentados os resultados alcançados na implementação da política ambiental do Estado, e a proposta de agenda para 2022

Durante o evento, a Sedam apresentou a minuta do decreto para criação do Conselho Gestor da Política Estadual de Governança Climática, bem como a indicação dos membros da sociedade civil que vão compor o conselho. Os membros titulares e suplentes são indicados e designados pelos órgãos ou entidades relacionadas na norma instituidora. A Secretaria Executiva do FEMC será coordenada pela Sedam e vai contar com o apoio técnico de órgãos e entidades da Administração Pública direta e indireta e demais instituições de ensino e pesquisa.

“A nossa expectativa quanto a consolidação do fórum é poder dar visibilidade para as ações do meio ambiente, principalmente aquelas envolvendo as mudanças climáticas. É importante a participação das entidades que trabalham com o meio ambiente e também da sociedade civil; juntos vamos discutir, propor, levantar e debater ações para melhorar o clima do nosso Estado”, explicou o representante da Ecoporé, Paulo Bonavigo.

Estiveram presente no Fórum Estadual de Mudanças Climáticas representantes da Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado -Emater-RO; do Departamento Estadual de Trânsito de Rondônia – Detran; da Assembleia Legislativa -ALE/RO; da Federação do Comércio de Rondônia – Fécomercio; Associação de Defesa Enotambiental – Kanidé; da Universidade Federal de Rondônia – Unir; da Associação Nacional de Municípios e Meio Ambiente – Anamma; da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa; da Associação Rondoniense de Municípios – Arom; dos Povos Indígenas Arao Xijein, entre outros.

 

Fonte
Texto: Jaqueline Damaceno
Fotos: Milton Castelo
Secom – Governo de Rondônia

Categorias: Notícias, PGSA

Compartilhe