Você esta aqui:

Notícias

Secretaria do Desenvolvimento Ambiental trabalha conscientização e orientação sobre o uso do fogo ilegal em Rondônia

12 de agosto de 2019 | 300141132

Efetivando o Plano de Gestão de Combate às Queimadas ilegais e Incêndios Florestais, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam), por meio da Coordenadoria de Educação Ambiental, não mede esforços para intensificar a prevenção por meio da conscientização da população. Visitando os municípios com maiores índices de focos de calor, reuniões estão ampliando o conhecimento aos produtores, de forma que as boas práticas sejam informadas e as queimadas evitadas, principalmente nesse período de transição, quando os focos de calor aumentam com a utilização ilegal do fogo.

A Sedam realizou reuniões com os prefeitos e secretários municipais do meio ambiente e de educação, nos municípios com maior incidência de focos de calor: Porto Velho, Nova Mamoré, Candeias do Jamari, Machadinho D’Oeste, Buritis e Cujubim, conforme o Plano de Combate às Queimadas e Incêndios prevê. Em processo de criação, previsto também no Plano, comissões interinstitucionais municipais de educação ambiental devem ser utilizadas como uma ferramenta que também será utilizada pelos gestores municipais para trabalhar com a prevenção de queimadas ilegais e incêndios florestais.

Em visitas aos municípios de Rondônia, a Coordenadoria de Educação Ambiental está desenvolvendo reuniões com os produtores e empresários, como em Costa Marques. No município, na quarta-feira (7), as lideranças das associações de agricultores e pescadores, madeireiros e oleiros foram orientados e se comprometeram a repassar as informações aos setores produtivos, a respeito de temas importantes voltados
às práticas ambientais e utilização dos recursos ambientais.

s encontros com os produtores nos municípios demonstram uma Sedam mais próxima da população, levando orientações com relação às atividades exercidas pela secretaria, como o licenciamento, as autorizações, o trabalho da fiscalização e as medidas cabíveis com relação ao fogo e derrubada da mata. “As pessoas desmatam para queimar, então o trabalho é focado na prevenção primeiramente das derrubadas”, esclarece Fábio França, coordenador de Educação Ambiental da Sedam.

Para trabalhar a prevenção de queimadas ilegais, a Sedam ressalta em palestras a possibilidade do uso do fogo responsável com autorização da secretaria. “Muitos ainda não tem o conhecimento do uso do fogo autorizado. Trabalhamos para expandir esse conhecimento, para evitar os incêndios florestais”, acrescentou o coordenador.

Em atividade desde 2018, o Plano de Gestão de Combate às Queimadas Ilegais e Incêndios Florestais atua com base também na portaria n° 229, de 27 de julho de 2017, que trabalha o uso adequado do fogo: Queima controlada utilizada nos cursos de capacitação promovidos pelas entidades membros do Comitê Interinstitucional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais em Rondônia; Em pequenas propriedades, com a finalidade de limpeza para agricultura familiar, com área não superior a dois hectares; e em pequenos montes (leiras), contendo restos de vegetação que não servem para o aproveitamento comercial, contendo troncos, raízes ou soqueiras.

Fonte
Texto: Gaia Bentes
Fotos: Ésio Mendes, Rosinaldo Machado e Arquivo Sedam
Secom – Governo de Rondônia

Categorias: Notícias

Compartilhe